Diferenças entre Brasil e Canadá - #10 - Saúde

by - sexta-feira, setembro 27, 2013

Diferenças entre Brasil e Canadá -

Mil Coisas #10

cruzvermelha

Saúde!

Vocês vão desculpar, o post ficou  GIGANTE mas a diferença entre a saúde no Brasil e no Canadá é TÃO GRANDE que um post com apenas 500 palavras não conseguiria descrever para vocês o "drama" que é a saúde no Brasil. E estou falando da saúde privada no Brasil, porque a saúde pública não dá para comentar porque não existe.
Tenham então um pouquinho de paciência _ só dessa vez _  e vejam o que é atendimento de saúde no Canadá, ok?
Uma das coisas que sempre preocupa quando planejamos mudar para outro país é a saúde.  Os pensamentos se multiplicam, enquanto estamos na fase do processo de imigração:  "Meu médico aqui  no Brasil é tão bom...tenho tanta confiança nele....",  "Estou com o mesmo dentista há anos e gosto dele..."  e por aí vai.
Isso sem falar no plano de saúde, que a gente demora tanto a escolher um no Brasil e depois "acostuma"  com ele.
Essa também era uma das nossas preocupações quando entramos com o pedido de visto de Permanent Resident para o Canadá.
No Brasil, a gente tinha o plano top-top-top do Bradesco e pagávamos por mês R$2980.00  (isso mesmo, dois mil e novecentos e oitenta reais).  Isso porque não temos mais vinte, nem trinta, nem quarenta, nem....   Ok, vamos deixar esse papo de idade de lado? rsrsrsrs   Então era isso.  Praticamente 3 mil reais para um casal, pagos todo mês.
Além de pagar o plano, eu sempre escolhia os médicos mais conceituados da cidade em suas respectivas especialidades (dermatologia, clínica geral, oftalmologista, etc) e NENHUM deles era credenciado a plano de saúde algum.  O que significava pagar, PELO MENOS, R$ 400,00 (quatrocentos reais) por cada consulta médica.  O que acontecia então é que, pelo fato  do médico não estar credenciado a plano nenhum, ele na hora de pedir exames fazia um "pedido completo" incluindo exames de ultra-som e outros tipo "carótidas e vertebrais" e outras coisas do gênero, mesmo eu sendo totalmente saudável e sem nenhum sintoma "esquisito". Mas enfim... o check-up geral era feito, o plano pagava os exames extravagantes e bola pra frente.
Os exames de sangue eu sempre fazia no Laboratório Sérgio Franco porque era bem localizado, ali no Leblon, perto da minha casa.  Eu era cliente deste laboratório há anos, desde quando ele era uma casinha pequena em Botafogo e não tinha sido vendido para essas redes que só querem lucro. Antigamente era um ótimo laboratório.
Antigamente....  qualquer funcionário que você fosse "sorteado" para colher seu sangue, era bom. Eu sou a "rainha da frescura e do medo" e  antigamente não tinha nenhum problema nesse laboratório. Até que ele foi vendido, creio que para a Amil, e os funcionários antigos (e bons) começaram a ser descartados e substituídos por estagiários ou pessoas recém saídas do curso de enfermagem. O resultado é que quando eu precisava ir lá fazer exame de sangue, a mocinha  ficava "horas"  alisando a minha veia e dizendo "é... sua veia deve ser difícil de pegar.... não estou achando".... e ia para o outro braço e o processo se reiniciava.  Até que espetava, tentava, ia para o outro lado e quando conseguia o resultado era um hematoma roxo-batata na veia que demorava alguns dias para sair, isso sem falar na dor.  Até que, eu descobri o nome de uma funcionária antiga e maravilhosa, e eu  só tirava sangue se fosse com ela. Se ela não estivesse lá  eu voltava para casa e retornava no dia de plantão dela.
Nunca esperei menos de meia hora no Laboratório Sergio Franco Leblon entre o cadastramento do pedido médico no computador e sair do laboratório com o sangue devidamente tirado. Pelo menos MEIA HORA, daí para mais, dependendo do horário de do dia da semana.
OK.
Canadá.  Vida nova.
Procurei na Internet um / uma  "family doctor"  que tivesse excelente referências e fosse aqui em Vancouver.
Encontrei.
Mas ela não estava mais aceitando pacientes novos. Aqui no Canadá você tem um "médico de família" que é quem cuida de você o tempo todo (faz inclusive o exame ginecológico, Pappanicolau, etc)  e você só vai a um especialista se este "family doctor"  indicar,  caso o seu problema requeira. De outra forma, quem vai sempre cuidar de você é o "family doctor". Por conta disso, cada médico tem uma "cota"  de pacientes que ele atende, e quando chega a um determinado número ele não aceita novos pacientes. É por isso que muitas pessoas falam que é difícil encontrar um "family doctor" mas o certo é você procurar até encontrar. Como já dizia a minha avó... quem procura acha!
E foi assim que, na mesma clínica onde a médica que eu queria não pegava novos pacientes, eu escolhi uma médica que ainda estava aceitando novos clientes.  Olhei o curriculum dela (aqui tudo é disponível pela internet), vi que embora jovem, ela se formou por uma universidade conceituada (UBC) e isto me deu confiança.
Marquei e fui lá. Isso em Novembro de 2012, logo que aportei em terras canadenses.
Consultório moderno, recepcionista educada.  Atendimento na hora marcada (nem 5 minutos de atraso!?!?!).   Ela me fez várias perguntas, eu disse que só tinha mesmo marcado a consulta para conhecê-la e ser cliente dela mas que eu tinha acabado de passar por um "check-up de 360 graus"  no Brasil  (feito em setembro de 2012) e que estava tudo 100% comigo.  Ela então me disse que voltasse em setembro de 2013.  Valor da consulta: ZERO (só precisei mostrar a minha carteira de saúde _ o BC Health Card e um domumento de identificação __ mostrei minha carteira de motorista canadense).
Os meses se passaram, saúde ótima etc e tal.   Setembro chegou e estava na hora de marcar a minha "revisão".
Lá fui eu.  Marquei a consulta e na última segunda feira fui ao consultório.
Como da outra vez, tudo lindo, limpo, recepcionista educada e consulta na hora MARCADA!!!  Nem TRES MINUTOS de atraso!!?? No Brasil eu pagava a "consulta particular",  "morria"  em pelo menos 400 reais e sempre tinha que esperar pois a consulta atrasava muito e dependendo do médico  ___ quanto mais "badalado"  o médico maior o atraso __ e  isso significava às vezes  duas horas plantada num sofá de sala de espera!
A consulta aqui:
Assim que eu entrei na sala de exames, a atendente veio e tirou pressão, mediu minha altura  e anotou meu peso na balança.  Me deram um avental descartável lindo, no Brasil-iu-iu eu várias vezes usei no endocrinologista, avental de seda pura. Ok... seda pura... muito lindo e muito chic mas não é descartável e vocês não vão querer me dizer que ele tem "500" aventais de seda pura e que cada paciente usava um e depois ele mandava lavar a seco, não é?!?!?!
Enfim... voltando ao Canadá: A médica examinou tudo, fez várias perguntas,  e realizou os exames físicos necessários (ginecológico e pesquisa de cancer de colo) depois de ter escutado meu coração, pulmão, etc
Pediu um exame de sangue "gigante" e falou que mamografia aqui no Canadá nem precisa de requisição médica. Basta eu mesma ligar diretamente para a  Central de Exames  e marcar (ela me deu os números).
Saí do consultório e na sala de espera fui para o balcão, achei que eu precisaria assinar algum papel, mostrar algum cartão, qualquer coisa do tipo.  A mocinha ficou me olhando e disse "You are all set"   (tipo "acabou") e eu, com cara de idiota, falei "mas é só isso? Não preciso assinar nada, ou mostrar a carteira do BC Health?" .  E ela "Não, não é necessário, seus dados já estão no sistema. tenha um bom dia".
Ou seja:  Paga-se  ZERO  pela consulta e não é preciso assinar nada, "provar" que eu fui lá, etc.  Isso porque o sistema de saíde confia no médico e sabe que ele não é besta de inventar que um paciente foi  lá sem que isso seja verdade.
Aqui as pessoas são HONESTAS.   Ao passo que no Brasil, quantas vezes os médicos se ofereciam para "facilitar"  dando dois recibos para que a consulta pudesse ser reembolsada em duas partes pelo plano de saúde?   Quantas vezes o seu médico particular no Brasil te ofereceu um preço para "com recibo"  ou "sem recibo"????   Pois é....
Enfim... saí da minha consulta canadense realizada e ainda apavorada.  Não se esqueçam que vocês leram no início do post que eu sou a "rainha da frescura e do medo" e tenho horror de tirar sangue.  E ainda teria que fazer o exame de sangue. No Canadá. Ai que medo.
Não esqueçam também que no Rio de Janeiro,  embora frequentando o laboratório "mais chic do pedaço" eu tinha que ter "pistolão" e ir com a funcionária que tirava sangue bem para não cair na mão dos estagiários. E sempre esperando mais de meia hora.
No dia seguinte à consulta médica, lá fui eu fazer o exame de sangue.
Laboratório moderno, atendente educada, só pediu a carteira do BC Health e um documento de identificação.  Mostrei tudo e mal sentei na cadeira e ela "Vamos entrar por favor".  Sentei na cadeira lá dentro já com o olho fechado (eu não posso ver agulha e/ou sangue que eu dou"piti"  rsrsrs).  Enfim, estiquei o braço e ela perguntou "tem preferencia de algum braço?"  e eu "whatever"  rsrsrs
Gente....  não demorou um segundo, eu não senti NADA (só ouvi aquele barulhinho de quando eles trocam um vidrinho durante a  coleta) e foi SÓ.  Quase dei um beijo na japonesinha que fez o serviço!  rsrs
Saí de lá saltitante e pensei! Uhu!!! Only in Canada!  Não tenho mais medo de fazer exame de sangue! :)
Preço do exame: ZERO
Peguei o folheto que me dá acesso a ver os resultados na internet.
Notem, isso foi terça feira, dia 24 de setembro as 9 horas da manhã.
Na quarta feira, menos de 24 horas depois, eu estava na ginástica e quando acabei vi que tinham VÁRIOS "missing call"  da médica.   Pensei comigo:  F*deu.    Eu já tinha lido em blogs que os médicos aqui no Canadá só ligam para os pacientes caso algum resultado de exame tenha dado ruim, que quando o resultado é bom eles nem telefonam, significando que silencio é igual a "good news".
A médica estar me ligando, insistentemente......  xi.....  PHODEU.
Cheguei em casa e antes mesmo de ligar para ela fui on line ver os resultados e já estavam lá! Menos de 24 horas desde a realização do exame!   E... aproveitei para ver a razão da ligação da médica:  Colesterol alto.   Já fiquei mais tranquila e nisso entra a "voice mail" no meu telefone: "Aqui é do consultório da Dra X., a Sra. não precisa ficar alarmada e não é nada urgente mas a Dra gostaria de vê-la novamente para falar sobre o resultado dos seus exames".    Vou contar para vocês: No Brasil-iu-iu nenhum médico me ligava para dar os resultados de exames! Eu é que tinha que levar pessoalmente no consultório e/ou ficar telefonando "200 vezes" até conseguir ser atendida!
Marquei e na próxima segunda feira vou lá,  já sabendo que tenho que reduzir as coisas que mais amo e que fazem o meu colestrol "pular":  Mariscos, camarões, lagosta e batata frita.   :(    Mas isso já aconteceu outras vezes e quando eu  fico de  olho na dieta fica tudo ok....    Voltar ao frango grelhado... urgh....
Resumindo para quem não teve saco tempo de ler tudo:
Plano de saúde Bradesco que pagávamos no Brasil:   R$ 3000,00 / mês  equivalente a aprox.  CAD 1500.00 / mês
Plano de saúde que pagamos no Canadá:  CAD 120.00 por mês (para duas pessoas)
BRASIL:  1500 dólares por mês  x Canadá:  120 dólares por mês
Valor que pagávamos por cada consulta médica quando optávamos por ser atendidos pelos "figurões" que não aceitam plano:  R$ 400.00 (no mínimo).
Valor pago  no Canadá por uma consulta com excelente médica: ZERO
Consulta com private doctor no Brasil: pelo menos 400 reais x Canadá: Zero  (porque não é necessário)
Tempo de espera no Brasil no consultório médico para uma consulta com "hora marcada": Atraso nunca inferior a MEIA HORA.
Tempo de "atraso"  da consulta no Canadá:  Menos de TRES MINUTOS.
Tempo de espera no laboratório Sergio Franco Leblon, para colher sangue: Nunca inferior a TRINTA minutos.   X    Tempo de espera no laboratório do Canadá para colher sangue: Menos de DOIS MINUTOS.
No laboratório do Brasil, tinha que ver se a funcionária de confiança (e que colhe o sangue bem) estava de plantão, senão ia ficar sendo espetada de todo jeito por estagiários desastrados.    X    No Canadá: Não senti NADA e em menos de 1 minuto estava tudo resolvido.
Durante um ano isso representa:
No Brasil gasto de 18 000 dólares anuais com pagamento de plano de saúde (isso sem contar o "desconto obrigatório" que ocorre em folha para pagar o INSS que nunca usamos).  Some neste 18 000 dólares o valor pago anualmente para as consultas com os médicos "bam-bam-bans".
No Canadá1440 dólares anuais e mais nada!
****
Bruna Bergamin
https://www.facebook.com/bruna.bergamin.56
bruna_bergamin2@hotmail.com
177.16.178.224
Oii Cecila, me interessei pelo seu blog por ser louca pelo Canadá e querer muito me mudar pra aí e tbém pq vi esse post sobre saúde. Acontece que tenho um problema de saúde chamado Espondilite Anquilosante e necessito de medicação intravenosa a cada dois meses.Essa medicação o meu plano de saúde libera de graça pra mim aqui no Brasil, porém pra fazer um plano que cubra essa medicação fora do país vai me custar o dobro e ainda tenho que esperar “carência”. Mas e a minha carência de medicação? Como vou ficar 6 meses sem o remédio? Será que vc poderia me ajudar? Qualquer informação é útil com relação a isso.Já tentei de tudo mas ninguém sabe me informar nada. Talvez uma pessoa que esteja tão perto do meu sonho possa me dar uma mãozinha.

Lucio Manoel
luciomanoel@gmail.com
200.223.122.114
Oi Cecilia.
Eu acabei de ser pai e penso seriamente em ir morar no Canadá para ele ter uma qualidade de vida que não se consegue no brasil.
Eu procurei na internet como funciona a imigração mas são tantas informações que não da pra saber qual é a certa.
Você pome me indicar o site que tem as informação pra isso?

deamattos80
gravatar.com/deamattos80
deamattos@gmail.com
177.10.231.239
Cecilia! Quanto tempo… andei meio sumida, deprê com esse processo que só não acaba pra mim. Muito bom o post! Ainda mais quando a gente só lê coisas ruins sobre o sistema de saúde canadense.
Em Quebec eu fui atendida como turista, mas como bati a cabeça, foram bem rápidos e atenciosos. Os médicos de lá falam que é bem difícil mesmo arrumar médico de família e estamos um pouco assustados com isso.
Um casal de amigos tentou ser atendido com um menininho de 1 ano que estava com dor de ouvido e tiveram de esperar horas.
Vou recomendar seu blog pra eles e dizer que existe, sim, plano privado no Canada. Talvez valha a pena.
Obrigada pelas informações!
Vou ler os seus outros posts agora e me atualizar! ;)
Abração!

Nina
mulherrendeira@hotmail.com
137.175.234.108
Muito legal o seu blog Cecilia! Vivo aqui do outro lado, Quebec, e é bem legal ver a perspectiva canadense desse lado ai, em Vancouver.
Linkando saude e Quebec, infelizmente a situacao por aqui é diferente da relatada por você ai. E nem vou “reclamar” em meu nome, pois felizmente nao precisei usar nenhum serviço de saude desde que cheguei; a situaçao ocorre/ocorreu com meu marido e sogra, ambos canadenses.
Minha sogra perdeu o olfato e o paladar devido a uma seria infecçao respiratória que precisava de cirurgia mas demorou muito. Meu marido espera por um médico de familia desde sempre…
Emergencia em hospital em média 8 horas de espera.
Well, mas como toda regra tem sua exceçao e claro que tudo depende das experiências e até sorte de cada um.Mas fico feliz em saber que pelo menos ai você tem tido um excelente atendimento.
Abs! Vou continuar lendo!


Fernando Dell’Acqua
fer8462@hotmail.com
187.16.50.58
Oiii Cecilia, fiquei muito feliz de ver que vc respondeu meu post!!! valew
sobre a saúde do Brasil não tem nem o que comentar, realmente é deplorável até o melhor plano hoje em dia não vale de muita coisa. não tenho muito a acrescentar sobre o sistema de saúde no Canadá.
apenas agradecer mesmo por você ter respondido meu post. Tk’s
David
davidchsbr@gmail.com
208.91.115.10
Oi Cecilia,
Sempre um prazer lendo seu blog.
Quanto a sua pergunta, eu acho que vale a pena ter um plano extendido sim (extended health insurance) . Quanto a indicacao de empresa de seguro, acho melhor consultar um broker. A minha empresa usa “Manualife”, multinacional bem conceituada, usei ela por 7 anos sem maiores problemas. Uso muito na compras de remedios (80% refund), dentista (80% refund), quarto particular no hospital (80% refund), massagem terapeutica (80%) etc…Nunca usei servicos de oftalmo, meus amigos usam bastante e nao teve incidente nenhum.
Na minha opiniao, o governo cobre o basicao de tudo, o extendido te da’ mais opcoes de comforto. Se voce somar o valor que voce gastaria por ano em todos os items nao cobertos pelo plano do governo, divide esse valor por 12, se o resultado for 2X (ou mais) do valor mensal do seguro, acho que com certeza valeria a pena. :-)
Se voce comecar a trabalhar pra uma empresa daqui, geralmente o extended health insurance ja’ esta’ incluido nos beneficios.
Abs,
David

Isa
canadaselfemployed.tumblr.com
isagoingawaytocanada@gmail.com
186.241.163.113
Ops, havia escrito o endereço do blog errado rsrs.
Oi, Cecilia!!!
Depois de um tempo, correria total, acabou de ler toda a série “Mil coisas CANxBRA”. Simplesmente amei!!! Novidade, né!!! rsrs Porque adoro seu blog e como vc escreve de uma maneira tão divertida e que prende a gente.
Muito obrigada pelo carinho e torcida sempre.
Beijos

3 comentários

  1. Dupla dinâmica, quem vai ficar um ano no Canadá, pode ter essa carteira (plano) de saúde? Ou caso não precise, como seria um atendimento, caso eu quisesse fazer um exame de sangue, uma consulta pra ver taxas de colesterol, essas coisas?

    MUITO BOMMMMMMMMMMMMMMMM "PHODEU" KKKKKKKKKKKKK

    Aqui no Brasil é muito caro mesmo. Absurdo

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quando vc estiver matriculada na escola vc terá o plano de saúde para estudante. Vc pagará por ele, não sei os valores mas a escola certamente saberá informar (algumas escolas inclusive já colocam essa informação no website para facilitar a vida / planejamento de quem está querendo estudar aqui).

      Boa sorte!!!

      Abs da Dupla

      Excluir
  2. Post excelente! Estou viciado no seu blog e não consigo para de ler.

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após nossa aprovação. Obrigada.

Your comments will be published after our approval. Thank you.

You May Also Like