Midwife. Tendo filho no Canadá. Diferença #37

by - domingo, abril 26, 2015



Olá pessoal!

Conforme vocês sabem, já muiiiiito tempo atrás comecei a série “Diferenças entre o Brasil e Canadá”.   Gosto de reparar o que é diferente no Canadá quando comparo com o Brasil.  O objetivo é chegar a “Mil Coisas: Tudo que é diferente no Canadá”.

São muitas as diferenças culturais entre os dois países, mas algumas chamam muito mais atenção do que outras.

Por exemplo: O parto.

Muitos de vocês já sabem das altíssimas taxas de parto por cesárea (também chamada de cesariana em alguns estados). A esmagadora maioria dos bebês brasileiros nasce por operação, ao invés de nascer por parto normal (ou parto natural __ “natural”, como o próprio nome diz).

Por que?

São várias as razões, e , mais uma vez a falta de segurança no Brasil é uma das grandes responsáveis, aliada à máfia dos planos de saúde.

Uma vez eu estava conversando com o meu médico no Brasil e ele me falou: "Quase nenhum médico se interessa mais em fazer parto normal. Sabe por que?  Porque o plano de saúde que paga melhor de todos, o Sul América, paga 560 reais por uma cesárea  (isso em 2010). Para parto normal paga menos que a metade desse valor.   Agora você imagina um médico morando na Barra da Tijuca, ter que sair de casa de madrugada, se expondo a assalto e sequestro, para ir na zona para fazer um parto normal? Não compensa.  Melhor marcar data e hora para uma cesárea.”   Ele mesmo já não estava fazendo mais nem parto normal nem cesárea, estava atendendo apenas como ginecologista e se a cliente engravidava ele encaminhava para alguém.  Por que?  Porque não compensava.

Ele está certo? Está errado?

Não sei...

Por um lado é um absurdo fazer uma operação para algo tão simples como ter um bebê.  Por outro lado, me colocando no local do médico e da equipe (assistente, anestesista, instrumentadora, etc) não sei se eu teria coragem de sair de casa as 3 horas da manhã para atender uma paciente.  Creio que não.

Ou seja, a  violência da cidade / do país, acaba influenciando um monte de coisas, inclusive a forma como nascem os bebês brasileiros!  E é por essas e outras que o Brasil tem uma tas maiores taxas de bebês nascidos de forma não-natural no mundo!!!!

Eu acho que a mãe é que deveria escolher. Se ela prefere cesárea, o corpo é dela é um direito dela.  Mas, da mesma forma, se ela prefere parto normal, ela deveria ter o direito de ter seu bebê dessa forma e não ser quase que obrigada / induzida a ter por cesárea para o médico ganhar um pouco mais e não ser obrigado a circular pela cidade durante alta madrugada.

Aqui no Canadá é diferente.  Os bebês nascem, em grande maioria, de parto natural.  E existe a figura (importantíssima) da midwife.  A midwife é uma enfermeira especializada em partos. Ela acompanha a gravidez, ensina  como  a futura mãe deve respirar na hora do parto, dá sugestões de alimentação, acompanha se a gestante está ganhando muito peso ou está perdendo peso, e é uma figura que transmite muita calma e segurança aos pais, ajudando para que o bebê venha ao mundo com a  maior tranquilidade possível. Claro que, se na hora “h” acontecer algum problema, ela liga para o 911 e em 5 minutos a mãe estará no hospital para ser atendida por equipe médica.

Aqui no Canadá muitas mulheres optam por ter seus bebês em casa (com acompanhamento da Midwife). Alguns compram uma banheira de plástico e colocam na sala,  para que o bebê nasça dentro da piscininha com água morna.  Outras mães preferem ficar sentadas e cada uma escolhe a posição ou lugar da casa onde se sinta mais confortável.

A casa: Um ambiente com certeza muito melhor do que a sala mega-iluminada de um centro cirúrgico com todos aqueles barulhos metálicos e cheiro de hospital!

Mais barato no Canadá?  Sem dúvida!!!!

O Brasil é tão “rico” assim para ter essa taxa altíssima de cesáreas?   Creio que não....

Será que essa dinheirama que é gasta no Brasil para fazer tantas cesáreas não seria mais bem empregada em centros de esterilização gratuita, onde o casal que não desejasse mais filhos pudesse,  sem burocracia e sem pagar “por fora” nos hospitais públicos,  ter direito a uma ligadura de trompas ou uma vasectomia grátis?  Provavelmente os resultados para o Brasil seriam muito bons a médio / longo prazo...

Mas você viu onde começa o problema?  Na segurança para ir e vir.....

Pois é.

Sem segurança o Brasil não irá a lugar nenhum. 

O que você nos conta sobre esse assunto?   Acha o tema importante? Que tal compartilhar nas suas mídias sociais?  (olha o botãozinho de compartilhar pelo Facebook ali do lado... só esperando pelo seu dedo.... rsrsrsrs)

Valeu galera!  Quero ouvir vocês!!!  :)


Update 2017:  O tempo passou e estamos mega felizes no Canadá. Criamos uma empresa de tours onde ajudamos os brasileiros a levarem memórias incríveis da melhor cidade do mundo!  Visite nossa página no Facebook (não esqueça de dar “like”) e fique por dentro das novidades https://www.facebook.com/vancouverbylocals/

20 comentários

  1. Ótima comparação!!! Além de tudo o que você falou a cesárea é extremamente maléfica para a criança e aumenta absurdamente a chance de ela desenvolver alergias no futuro.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Diogo!

      Obrigada pela visita ao Blog e por acrescentar uma informação importante!

      Eu como arquiteta / interior designer no Brasil tinha reparado o aumento no número de crianças alérgicas quando comparado com o passado.... e não imaginava que o parto por cesárea pudesse ser uma das razões. Faz todo o sentido! Daí uma nova geração de brasileirinhos-alérgicos aumentando ainda mais os gastos com remédios, vacinas, consultas etc...

      Abs da Dupla!

      Excluir
    2. Nossa...
      eu nasci de cesariana em 1973... época em que era bem mais difícil... só que minha mãe tinha uma condição clínica que a obrigou a isso.
      E tenho uma rinitezinha alérgica que... atchooooo...
      Bom... um abraço de Ottawa para a Dupla!
      Alexei (o Alex do Canadá Self-Employed, que agora também tem o blog/canal YouTube Vida Que Segue Canadá)

      Excluir
  2. Muito legal o post, Dupla.

    Eu sempre soube que essa forçação de barra por uma cesárea aqui no Brasil não acontecia em outros países, até imaginei que isso tivesse a ver com o lado financeiro de se ganhar mais com a cesárea do que com o parto normal.

    No entanto, eu nunca havia pensado que a segurança também tivesse impacto nesta decisão, mas faz todo sentido mesmo.

    Algo a se pensar. Estamos de mudança para o Canadá em Julho deste ano e sem pretensão de retorno. Ainda somos novos e pretendemos ter um bebê em alguns poucos anos, importante começar a pensar nisso.

    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Natalie!

      Que bom que decidiram vir para o Canadá! Decisão de pessoas inteligentes, porque é ooooooutra vida! :) Que bom que futuramente vcs vão contribuir para mais um (a) Canadense aqui nesse lindo país! :)

      Abs da Dupla! :)

      Excluir
  3. Bom, trabalhei em um plano de saúde bem conhecido no Brasil e posso dizer que não é culpa do plano não... é que os médicos ganham além do valor dele o valor do auxiliar, além do mais vai lá faz o serviço e vai embora e não precisa ter trabalho de ficar acompanhando a parturiente... para o plano de saúde é pior, porque tem que pagar o cirurgião, o anestesista, o pediatra e o hospital (taxa de sala, internamento medicamentos)...

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... conforme eu falei não é culpa “só” dos planos, nem só dos médicos.... é culpa de um sistema todo corrompido....

      Vamos combinar que também não faz sentido um médico cobrar 700 reais por uma consulta (foi o que paguei quando fui ao Brasil ser examinada por um ortopedista) e um médico receber 500 e poucos reais para fazer uma operação... e 90 reais para fazer um parto normal.... Olha só a responsabilidade de algo dar errado durante um parto (seja normal ou cesárea) e olha a responsabilidade de apenas fazer um exame físico. Nem questiono se a consulta é cara ou barata, porque eu acho que sendo particular, o médico tem o direito de cobrar o que bem entender e paga quem quer mas os valores que os planos pagam aos médicos não são compatíveis com a dinheirama que recebem dos associados.... :)

      Excluir
  4. Nossa, nunca tinha parado p pensar nisso... Faz sentido!!!
    Dupla
    Uma duvida pessoal rsrs
    Para fazer passeios/viagens p outras cidades do canada e eua, as passagens tem preço acessível ou é mt caro? Teria algum site no estilo do melhores destinos (que alerta sobre promocoes de passagens) para indicar??
    Bjss!!
    N desanimem, continuem postando.. Adoro acompanhar vcs!!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Juliana,

      Obrigada pela visita ao Blog!

      Tem muitos sites que apresentam descontos, como o Travelzoo.com , o Groupon, e ainda as companhias aéreas como Westjet, Air Canada etc estão sempre enviando promoções. O ideal é vc assinar a lista desses sites para receber as promoções quando ocorrem.

      Tem também uma loja super famosa aqui em Vancouver tramada Flight Center (vc pode olhar o website deles no Google, não coloco aqui porque não endosso o que eles vendem já que nunca usei os serviços deles).

      Eu, sinceramente, acho que vc encontra “deals” melhores procurando vc mesma... o Tripadvisor é sempre uma excelente ferramenta para pesquisar sobre hotéis e locais.

      Abs para vcs!

      Dupla

      Excluir
  5. você devia fazer um post sobre a diferença no tratamento de professores (http://www.gazetadopovo.com.br/vida-publica/base-governista-ignora-batalha-campal-e-aprova-lei-da-previdencia-d15cdzrbokqzkzwm16mya59rw) e da educação em geral no canadá x esta piada de país! Eu trabalho no prédio ao lado da Alep, e foram cerca de duas horas ouvindo bombas de efeito moral, tiros de bala de borracha contra PROFESSORES, em sua grande maioria senhoras, desarmados, q lutavam por seus direitos, para q este governador corrupto não gaste o fundo de sua aposentadoria após quebrar um dos estados mais ricos do país. Em suma, eu compartilho com a tua opinião sobre este país, mas acrescento q eu NUNCA senti tanta VERGONHA do Brasil quanto naquele dia!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Excelente idéia, Anonimo! Vou começar a escrever hoje mesmo. Os professores aqui de British Columbia estiveram em greve não faz muito tempo e eu vou contar aqui no Blog tudo sobre a greve e os resultados e o tratamento recebido pelos professores. Por favor, volte a visitar o Blog. Vou tentar deixar o post pronto até domingo... mas tá difícil concentrar porque está ameaçando um sol estonteante para o final de semana! :) Mas deixa comigo que já estou começando. Abs e obrigada pela visita ao Blog e pela sugestão!

      Abs da Dupla

      Excluir
    2. Obrigada! Adoro tua série, e, acompanhando tao de perto aquele massacre (não foi um confronto, foi um massacre!), imaginei q devia ser BEM diferente do modo como os professores são tratados por aí!

      Excluir
    3. Oi Anónimo!

      Post pronto e está no ar!!! :)

      Espero que você goste! :)

      Abs da Dupla e obrigada por ter nos dado inspiração para esse post! :)

      Excluir
  6. Oi, eu de novo!
    Se, no período de um ano que estiver estudando aí, eu engravidar, terminei o estudo, procuro emprego tal.. posso ter meu filho aí? Terá os mesmos benefícios?
    Porque quero passar um ano, mas queria engravidar este ano. Empurro a ideia pra poder gastar o dinheiro com essa viagem antes do menino surgir. kkkkk
    Obrigada

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho muito temerário ter um plano desses (engravidar aqui)....

      Acho mais sensato planejar um bebê depois que estiver com a situação de imigração legalmente resolvida, depois de terem empregos, etc. Não estou dizendo que seja o caso de vocês, mas há pessoas que imaginam que tendo filho aqui "resolvem todos os problemas". Não é assim. Muito pelo contrário....

      Boa sorte para vcs!

      Excluir
  7. Oi! Gostei muito do post! Obirgada por falar sobre esse assunto!
    Você sabe como funciona caso a mãe opte pela cesária ou por ter o bb no hospital? A mãe tem o direito de escolher? É um processo fácil?
    Estamos planejando ir para o Canadá tb (o quanto antes) e estou grávida... então estamos avaliando se vale apena ir antes ou depois do bb nascer.
    A gente fica tão impregnada com o que é "normal" aqui no Brasil, que o que sai desse "normal" assusta! Tô morrendo de medo de fazer a escolha errada! :)
    Obrigada!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Andrea!

      Obrigada pela visita ao Blog e parabéns pelo baby que vem por aí!

      Aqui o normal é "normal" mesmo, ou seja, se vc e seu bebê estiverem bem eles não vão fazer uma "c section" (como é chamada a cesárea aqui). O parto normal pode sim ser no hospital.

      Quanto a escolher do baby nascer aqui ou no Brasil, vcs vão ter que considerar algumas coisas:

      1. No BR vc já está fazendo o pre Natal com um médico. Aqui vc vai chegar sem ainda ter um médico, e tem sempre aquele processo de procurar, encontrar, se identificar, etc

      2. Em compensação.... Se vc tiver o baby aqui, vc já tem una vantagem enorme, porque ele (ela) já nasce com cidadania canadense!!! É também vai ter a cidadania brasileira, bastando que para isso você registre o nascimento no consulado.

      3. Por outro lado.... Se vc tiver o baby no Brasil, vc certamente vai ter mais apoio de parentes e amigos, e eventualmente empregados (as), coisa que aqui será mais do jeito de vcs terem que se virar sozinhos. E vcs terão que se virar ao mesmo tempo em que ainda estarão aprendendo / descobrindo / experimentando um monte de novidades aqui. Ou seja, a chegada de um filho que sempre já muda muito a vida do casal, acontecerá num momento em que vocês ainda estarão resolvendo um monte de pendências (achar moradia, mobiliar, etc etc )

      4. Mas.... Se vc vem grávida a papelada do processo acaba sendo mais simples, porque vcs aplicaram como casal e não sei qual a burocracia/ tempo que leva para o consulado emitir o visto para o bebê. Porque se o bebê nascer no Brasil vcs terão que providenciar passaporte e visto canadense para ele ou ela. Não sei com qual tipo de visto vcs estão vindo, se é de Permanent Redident ou trabalho ou estudo...mas eu aconselho vc a telefonar para o consulado em São Paulo e pergunte à Maura ou a Fernanda quais os passos que vcs teriam que tomar caso o bebê nasça antes de vcs virem para cá , e também se há alguma restrição para vc vir grávida. Digo isso porque aqui vcs todos terão carência medica de 3 meses, e dependendo do seu atual tempo de gestação está arriscado a vcs terem que pagar do próprio bolso todo o parto e isso deve ser muito caro.

      Espero ter ajudado!

      Abs da Dupla (se tiverem muitos erros de digitação é pq estou respondendo no celular,-___ detesto esse teclado) :)

      Excluir
    2. Poxa muito obrigada por ter me respondido tão rapido e com tantos detalhes! Me ajudou muito a "deifinir as estratégias de fuga"... rsrs
      Muito obrigada mesmooo!!!
      Abs

      Excluir
  8. Olá Dupla Canadense,

    Tudo bem?

    Em caso meu filho nascer em Canadá, ele tem direito a nacionalidade Canadense mesmo os pais sendo de diferente nacionalidade(Mãe Brasileira e Pai Peruano). Nós pais temos direito a residência permanente? Como funciona nesse caso?
    Estou indo no início de Julho, pois meu MBA começa em Setembro. Minha esposa irá com o visto de trabalho. Não temos planos de volver ao Brasil. Qualquer informação será bem-vinda. Obrigado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Jhovan,

      Leia por favor o último post escrito pela Dupla na semana passada. http://duplacanadense.blogspot.ca/2016/02/nem-tudo-sao-flores-2016-sera-um-ano.html

      Se vocês pretende emigrar e querem que tudo dê certo, precisam planejar bem cada passo....

      Essa estória de ter bebê no Canadá imaginando que o bebê vai trazer a “solução” para a residencia permanente é simplesmente uma tragédia de planejamento.

      Leia lá o post pois certamente será util para vocês.

      Boa sorte!

      Dupla

      Excluir

Seu comentário será publicado após nossa aprovação. Obrigada.

Your comments will be published after our approval. Thank you.

You May Also Like