Lixo

by - sexta-feira, agosto 21, 2015


O título do post não é para dizer o que a Dupla acha do governo brasileiro.

Calma lá.

O título é para falar sobre o LIXO.  Aqui no Canadá.

Vocês concordam comigo que quanto mais pobre / atrasado um país... mais lixo ele gera e menos recursos são poupados?

Notem que qualquer filme que mostre um país pobre, a primeira coisa que choca são as montanhas de lixo, não só nos aterros sanitários como também em terrenos baldios... as pessoas catando restos nos "lixões"....  e por aí vai.  Lembram do filme indiano "Slumdog Millionaire" (passou no Brasil como "Quem Quer Ser um Milionário")?  Pois é...

Lembro bem que quando a gente morava na selva  no Brasil, inventaram um dia de "coleta seletiva".  Era o dia para separar garrafas de vidro, que, teoricamente, seriam recicladas.  A gente separava tudinho, até que.... vinha o caminhão da Comlurb e colocava as garrafas na mesma caçamba do lixo normal!?!?!  Ora pois...

Não sei como está agora, porque já fazem 3 anos (THANKS GOD!!!) que a Dupla chegou aqui em Vancouver como os Permanent Residents mais felizes do Planeta Terra. Mas a "coleta seletiva" no Brasiu-iu-iu, de "seletiva" não tinha nada.

Aqui  no Canadá (e em todos os países civilizados também), reciclagem é coisa séria.

Não só porque deixam de existir aterros sanitários monstruosamente grandes (e fedorentos), como também para pouparmos recursos do nosso pobre planeta.

São caixas, papéis, etc, virando papel outra vez. São vidros virando vidro outra vez. É alumínio sendo derretido e virando alumínio outra vez.  São garrafas PET sendo reaproveitadas / reinventadas e não poluindo praias e rios como se vê na Baía de Guanabara e em outras cidades da selva do Brasiu-iu-iu.

Quando chegamos aqui, haviam apenas dois tipos de lixo:  O lixo reciclável e o "lixo normal" __ osso de frango, caroço de azeitona, pó de café,  e ainda pote vazio de iogurte e os "plásticos fedorentos"  (aqueles que serviram para temperar carnes).

Eram esses dois lixos e eles tinham lugares específicos no "quartinho de lixo" aqui do prédio.

Até que.....   o sistema mudou há dois meses atrás! (abre o comercial: Dupla Canadense sempre com notícias FRESCAS para vocês.  Fecha o comercial)

Vancouver é candidata a ser a cidade mais verde do planeta no ano de 2020  (olha que coisa legal!!!) e agora o lixo precisa ser separado de três formas:

  • reciclável:  Tudo que for reciclável
  • orgânico: apenas material orgânico que será usado em processos de decomposição
  • restante: tudo que não for reciclável nem totalmente orgânico

O lixo reciclável continua o mesmo (papéis, plásticos, vidros, alumínio, etc)

Mas... o "outro lixo"  agora é dividido em dois:

Há o lixo orgânico (onde não pode haver NADA que não seja orgânico).

Porque se você misturar alguma coisa diferente nesse lixo,  ele perde a finalidade.  Ou seja, até a embalagem em que você acondiciona o lixo orgânico NÃO pode ser de plástico. Tem que ser de um material que se decomponha e não prejudique o conteúdo do lixo.

Os supermercados estão vendendo embalagens próprias, de papel. Eu tenho comprado no Costco pois lá tudo é mais barato. (Vide foto no alto da página).

Para quem mora em prédio, só isso é suficiente.

Na "salinha do lixo", no prédio , agora existem umas latas grandes, específicas para esse tipo de lixo, onde a pessoa coloca esses saquinhos que contêm o lixo ORGÂNICO.  Por favor, ao fazer isso, não misture nada diferente, porque qualquer coisa que não seja orgânica irá invalidar todo o conteúdo.

O que é feito com esse lixo?  Ele é recolhido por caminhões específicos para lixo orgânico, vai para usinas de decomposição onde bactérias próprias dão um jeito nesse lixo antes que ele seja transformado em adubos e fertilizantes.
(Quem mora em casa pode comprar embalagens que já vêm com as bactérias utilizadas na decomposição.)

O terceiro lixo,  eu apelidei aqui em casa de "lixo-lixoso".  É o lixo que nem é reciclável, porque no reciclável é tudo "limpinho" (até a garrafa de Pepsi que você joga na caixa você evidentemente já lavou antes) nem é orgânico,  porque contêm materiais não-orgânicos.

Exemplos de "lixo-lixoso":  embalagem de Nespresso, embalagem de chá usado, pote de margarina usado, etc.

Então... se você está vindo morar no Canadá fique atento para o seu lixo!  Não vá fazer bobagem e passar atestado de pessoa subdesenvolvida, ok?  :D

Para quem quiser saber mais, aqui nesse link tem todos os detalhes, com o sugestivo título de "Comida não é lixo".

Essa foi mais uma diferença da mega-série criada pela Dupla Canadense: Diferenças Entre o Brasil e o Canadá.  Brasil x Canadá. Canada vs Brazil.  Diferença número 44: Coleta e Tratamento to Lixo.

Como é a coleta de lixo na sua casa? Como você separa o seu lixo? O que você acha dessa idéia?

Update 2017:  O tempo passou e estamos mega felizes no Canadá. Criamos uma empresa de tours onde ajudamos os brasileiros a levarem memórias incríveis da melhor cidade do mundo!  Visite nossa página no Facebook (não esqueça de dar “like”) e fique por dentro das novidades https://www.facebook.com/vancouverbylocals/


22 comentários

  1. Olá, Dupla... e por falar em lixo, sabe uma coisa que me faz falta aqui na Capital Nacional?
    Latas ou cestas de lixo nas ruas.
    Para quem segue a pé ou de bicicleta, é comum levar algo que precise ser deixado no lixo ou na reciclagem. Que seja uma garrafa de água.
    Mas só algumas poucas ruas têm as cestas. Seria bom se houvesse mais.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Outra coisa que me irritava muito no Rio é que lá vendem côco em qualquer lugar mas as latas de lixo (uns trecos de plástico cor de laranja-comlurb) têm uma boca em que não passa um côco. O resultado é uma montoeira de côco espalhado pelo chão....

      Excluir
    2. Eu sei, Dupla. Vi isso muito quando eu ia pra lá. Era deprimente ver a praia de Ipanema nos finais de tarde de domingo, com cocos jogados pela areia, pelo calçadão e pela ciclovia. Era dose pedalar desviando daquele lixo.

      Excluir
  2. Nossa, mas o potinho de margarina nem lavado é reciclável? Eu ia errar feio... Rsrs

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Haha! Sim, se limpar iria pros recicláveis. Eu é que sou preguiçosa e acho mais prático jogar no "lixo lixoso "... Ou seja, ainda preciso me aperfeiçoar mas estou tentando!!!! kkkk

      Excluir
  3. Olá Dupla,
    Já passei pela mesma situação que você quando meu condomínio decidiu fazer coleta seletiva = passei semanas separando o lixo para descobrir que ele era recolhido pelo mesmo carro de lixo. Não dá pra levar a sério as coisas por aqui!! Por essa e muitas outras barbárias sou bastante cética quanto aos modismos que corriqueiramente aparecem por aqui.
    Bjs,
    E.

    ResponderExcluir
  4. Olá Dupla!
    Moro em Curitiba, aqui a coleta seletiva ocorre melhor que em qualquer outro lugar do Brasil (que tenho conhecimento), mas ainda demora chegar no nível daí.
    Mandei um e-mail pra vocês esses dias, querendo não ser "off-topic" aqui no blog, mas você usa subterfúgios emocionais para conseguir comments (Hahahahaha), então vá lá:
    Quero começar meu processo de imigração praí (eu e o namorado), ambos engenheiros com inglês e pelo menos 8 anos de trabalho em indústria (31 anos, os dois), fomos em uma dessas "palestras" sobre imigração, eu achei muito tendencioso pq o cara disse que só o Quebéc quer imigrantes agora e que British Columbia (ele se ateve unicamente à Vancouver) NÃO quer mais imigrantes pq não tem trabalho mais. Pelas minhas pesquisas, gostaria muito te ir para BC, não precisa ser em Vancouver, não me importo em morar em cidades menores de modo algum, queria saber duas coisas dada sua vasta experiência em Canadá (=D):
    1ª: Como está a questão de imigração (trabalho) nessa provícia? Essa informação procede?
    2ª: Queria não depender dessas "consultorias" de imigração, estou achando tudo muito tendencioso, uma delas quer me cobrar 180 dólares só pra "analisar meu perfil", você que fez tudo sozinha, por onde começo?
    Beijo à Dupla, agradeço desde já a atenção.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oba!!! Viu só! ? Muito bom responder às dúvidas de vocês por aqui do que por email, assim pode ser que o assunto interesse a outras pessoas também.

      NÃO pague “consultoria” nenhuma. Se a pessoa não tiver a capacidade de analisar o seu próprio perfil, saber se "se enquadra" ou não, e se não souber responder / preencher questionários, certamente não terá capacidade para se virar quando o dia da grande mudança chegar! Faça isso mesmo que está pensando: Analise você mesmo o seu perfil.

      Sim, tem muita gente querendo “vender” que tudo é "lindo, divino e maravilhoso” tipo “venha para o Canadá você também”. Isso para poder ganhar dinheiro em cima das consultorias, ou em cima de assinantes de Vlogs, canais de Youtube, etc etc etc

      A Dupla NÃO faz propaganda e é por isso que não colocamos anúncios no nosso Blog, embora o número de acessos por mês às vezes chega a dez mil (quanto maior a crise no Brasil maior o número de acessos.... e tem aumentado exponencialmente... o que é legal pelo lado de você saber que tem um monte de gente seguindo o blog mas é muito chato quando a gente sabe a situação no Brasil...)

      Mas.... tem muita coisa para falar, especialmente sobre engenharia, empregos e como estão as coisas por aqui.

      Por isso..... aguardem... e o próximo post será inspirado na pergunta de vocês. O título do post já está pronto: “O Fogão e o Engenheiro”.

      Ficaram curiosos???? rsrsrsrs Espero que sim!!!! :)


      Aguardem! Deixa ter quinze visitantes deixando comentários aqui nesse post (nem que seja para dar um “oi” para a Dupla), e o post novo irá ao ar! É a minha forma (pouco democrática haha) de receber feedback dos leitores.

      Aguardem!!! “O Fogão e o Engenheiro” vem aÍ!!! :)

      Bjjjjjjs

      Excluir
    2. Eu só tenho uma coisa a declarar: Você é malvada!

      Excluir
    3. Mas eu vou ficar esperando...
      HUMPF!
      Bjo

      Excluir
  5. Olá Dupla, demais esse sistema de país ecológico!!! É o que todos os países deveriam fazer. Mas aqui no Brasil, menina, a coisa não tá evoluindo...infelizmente. Triste realidade!
    Mas é tão bom saber que isso existe, sabe? Eu e meu namorado estamos nos preparando para chegar aí...não vemos a hora de ter o lixo separadinho e poder fazer alguma coisa pelo país...e pelo planeta! Torçam por nós. Beijocas

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Torcida TOTAL! :) Melhor época para emigrar é assim, novinhos, sem filhos e tal e tal pois tudo fica mais fácil (menos despesas, é o que quis dizer).

      Torcendo muito e qualquer dúvida mandem pelos comentários e o que a gente puder / souber responder a genet publica!

      Beijocas! :)

      Excluir
    2. Olá Dupla, vou abusar um pouquinho de vcs!!!rs
      Brigada pela torcida...realmente, estamos doidos para deixar a selva e e fazer parte de um país onde as coisas são mais justas e funcionam.
      Daqui a 2 semanas vamos conhecer Vancouver (eu já conheço, mas meu boyfriend não), e como estamos no processo de imigração e meu namorado ainda não conhece a cidade, vamos visitá-la. Estamos levando somente dólares americanos. Você tem indicação de uma casa de câmbio em downtown (pq será lá que iremos ficar)?
      brigadinha dupla querida! Adoramos vocês!!! Super beijo!!
      P.S: Infelizmente, tenho que comentar como "anônima" pois a nossa imigração ainda é um segredo para a maioria das pessoas. Mas assim que conseguirmos, farei os comentários com o nosso próprio nome...rs. Beijocas

      Excluir
    3. Oiê!!! Fazem MUITO BEM de manter segredo!!! A gente também não contou para NINGUÉM quando estávamos com o processo an andamento! hahaha
      Olho grande é UM FATO e todo cuidado é pouco.... kkk

      Melhor lugar para trocar é aqui: Vancouver Bullion & Currency Exchange

      120-800 Pender St W, Vancouver

      Melhor taxa da cidade!

      Bjjjjs e aproveitem bastante!!!!

      Excluir
    4. Tbem acho Dupla...discrição é a palavra do momento! Muitíssimo obrigada pela informação da casa de câmbio! ;-)

      Excluir
  6. Aqui em SP cada bairro tem um dia específico da semana para coleta seletiva. Há anos separo tudo o que é reciclável. Já se tornou um hábito. Acabou a margarina? O pote é devidamente lavado e colocado no lixo reciclável.
    Infelizmente ainda são poucas as pessoas que fazem isso... :( Mas a minha parte eu estou fazendo. ;)

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É... eu ainda estava fazendo meio errado... veja meu comentário aí abaixo. Pode deixar que a partir de agora vou ter ainda mais cuidado! :)

      Abs da Dupla

      Excluir
  7. Pois é... É "mais prático" jogar tudo no lixo não reciclável. Ou deixar de fazer a triagem pois "passei semanas separando o lixo para descobrir que ele era recolhido pelo mesmo carro de lixo"...

    Momento puxão de orelha (por favor, não me leve a mal): Uma coisa é uma pessoa querer participar da coleta seletiva mas, por não ter o hábito de separar o lixo, quando se dá conta já jogou as embalagens no lixo comum. Outra muito diferente é a pessoa conscientemente jogar os recicláveis no lixo comum por preguiça de fazer a limpeza antes do descarte... :(

    E assim continuamos a poluir o planeta e culpar o capitalismo, o consumismo, as fábricas, o governo, o país onde moramos mas jamais a nós mesmos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Certíssimo. Vou passar a colocar o pote de margarina na lava-louça e jogá-lo no reciclável depois de limpinho! O resto eu tenho feito super-super bem... só mesmo o pote de margarina (que nem é margarina porque a genet não usa, é na realidade um pote de queijo Philadelphia, mas é equivalente). Deixa comigo!

      Excluir
    2. :) O planeta agradece! ;)

      Excluir
  8. Cada post que leio, só aumenta a vontade de conhecer e morar no Canadá. Pena a família ficar longe! =(

    Bem, aqui em casa eu TENTO separar o reciclável do não-reciclável. Mas, por exemplo, eu não lavo a lata ou caixa do creme de leite pra colocar no reciclável. Uma vez minha prima disse que teria que lavar, mas ai disse: "vou gastar água pra lavar um lixo?" Até que li a justificativa. Ok, metade dos meus lixos recicláveis não devem ter sido reciclado... =(

    Moro no Recife,e cada dia que passa a violência aumenta. No bairro está tendo alguns assaltos e eu (qualquer ser humano) com medo de sair de casa. Saímos noiados. Isso não é vida!!!
    Sempre tive vontade de estudar fora, meus pais que não deixavam (meu pai, na verdade). Ano passado eu casei e eu vejo o talento (ou capacidade mesmo) que meu esposo tem de crescer na profissão dele, sabe!? Imaginava ele em SP ou RJ, mas sempre pensava "a violência, vale a pena?" - Não.
    Ele sempre sonhou em trabalhar em grandes filmes, documentários... (ele almeja ser diretor de fotografia) faz comerciais, curtas- filma casamentos (não daqueles que parecem fita VHS, não!! kkkkk) E esse desejo maior se encontra fora, não aqui. Foi quando pesquisei esse curso na Vancouver Film School e sei que ele pode. Mas...e eu? Eu também! vou fazendo meus cursos, estudando, trabalhando... AÍ! =)
    Poder, no futuro, criar nossos filhos num lugar tranquilo, seguro, com educação...realmente, temos que enfrentar. Só reclamar do país e não fazer nada pra mudar, infelizmente não vai adiantar. temos inteligência, pernas, braços (e internet) pra irmos em busca da vontade de viver bem! A tendência para o ano que vem é ser um ano ruim aqui no Brasil (aqui em PE também), ficar sofrendo com isso? Não mais!

    Não trabalho aqui, escutei meus pais e fiquei estudando (estudando.... e estudando) pra passar num concurso. Qualquer um que surgisse (talvez por isso não tenha passado em nenhum. Sem ter foco). Agora penso em trabalhar (prestarei meu último concurso domingo que vem, ele será temporário) pra juntar o $ e me mandar com meu esposo.
    Momento desabafo. Desculpa.
    Mas vamos simbora, rumo ao Canadá! Espero estar aí em, no máximo janeiro de 2017

    ResponderExcluir

Seu comentário será publicado após nossa aprovação. Obrigada.

Your comments will be published after our approval. Thank you.

You May Also Like